Google+ Followers

sexta-feira, 29 de outubro de 2010


No dia 21 de março de 2007,minha espôsa Fernanda de Oliveira Barcelos faleceu no Hospital Rocha Farias em Campo Grande ,Rio de Janeiro.A Dra.NOISA VIEIRA diagnosticou DNV(distúrbio neuro vegetativo) DISSE que ¨era apenas um nervozinho¨prescreveu fernegam um anti alérgico num quadro de edema pulmonar (face publicar laudo cadavérico do IMLAP), Fernanda entrou em choque e morreu.
 Na enfermaria feminina de responsabilidade da Dra. Francisca Fabíola Justino de Nascimento, (poderia ter sido salva por esta médica),para meu desespero e de sua mãe,Agonizou durante quase duas horas, na presença de médicos , enfermeiros , e técnicos ,todos pacientes presentes (hoje testemunhas), as médicas  sequer se aproximaram, e encenaram depois do óbito um atendimento emergencial com o corpo da minha espôsa.
dias depois eo ver o boletim de atendimento,estava todo montado de forma dar entender que foi medicada , com medicação prescrita absurda, dentre outras peças do IP, sumiram dentro da 35° Dp,no laudo cadavérico do IMLAP,apontava inicialmente para um EDEMA PULMONAR AGUDO,no qual foi tratado como ¨nervosinho apenas¨ É estranho até o momento o silêncio do IMLAP, sobre a causa mórtis,e porque o Mp, não indiciou ninguém,(tem 5 testenhumas), sendo uma das médica abandonou o cargo, a outra não comparece nem mesmo ao CREMERJ,para dar explicações(DERAM DESCULPAS ESFARRAPADAS AO CREMERJ , QUE NÃO ACEITOU) ,tudo isso com conivência do antigo diretor exonerado Dr Acyr pires Aguiar,a sindicância feita pelo hospital e secretaria de saúde é uma piada ,embora o secretário de saúde tenha pedido ao Cremerj uma punição para estes médicos covardes.é inadmissível a omissão de socorro, e o erro médico, o coorporativismo impera neste estado, o que  houve em nada fica devendo aos horrores nazista, como especialista em engenharia biomédica, precisei investigar por conta própia,para que fatos como estes e de outras pessoas não fique impune,


wilson barbosa santos
especialista em engenharia biomédica







Um comentário:

Anônimo disse...

Medicos monstros tem que ser presos e acabar com esse corporativismo dentro doe hospitais publicos sem falar na politicagem suja que camufla esses pessimos proficionais . PBS.